A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Formação do Viseu 2001 certificada pela FPF

Viseu 2001, formação, certificado, FPF
 

Pedro Almeida

Presidente do Viseu 2001


 

Pedro Almeida explica os procedimentos que levaram ao reconhecimento da FPF


 

Pedro Almeida relembra a importância da certificação para o futebol distrital


12-06-2018
 

O Viseu 2001 foi certificado como entidade formadora pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF). A decisão do organismo surge como resposta à candidatura elaborada pelo clube em outubro do ano passado, juntando-se assim ao Tondela no lote dos emblemas do distrito que possuem esta distinção.

Ao Jornal do Centro, o presidente do Viseu 2001, Pedro Almeida, considera que é uma honra ter este “selo de qualidade”, dando ainda mais responsabilidade, destacando que o clube é a primeira equipa da cidade a receber a certificação da FPF.

O dirigente explica que, para obter o reconhecimento do órgão máximo do futebol português, o Viseu 2001 teve de responder às suas exigências e melhorar em alguns pontos considerados como obrigatórios.

“Tínhamos de ter uma equipa médica especializada com especialistas em medicina desportiva. Temos fisioterapeutas, enfermeiros e departamentos de psicologia e nutrição. Também tivemos um departamento pedagógico e nós conseguimos, quase em tempo recorde e apesar de que algum deste trabalho já estava a ser feito, cumprir os restantes requisitos que nos foram solicitados”, detalha Pedro Almeida.

Certificação vai avançar para futsal e futebol feminino
O presidente do Viseu 2001 lembra ainda que o clube é o segundo do distrito a receber a certificação de entidade formadora no futebol de formação e avança que o foco vai alargar-se para outras modalidades, de modo a poder continuar a seguir nas competições oficiais.

“Passaremos para o processo de certificação no futebol feminino e no futsal, porque é um requisito obrigatório da FPF para quem quer andar nos campeonatos nacionais e ao mais alto nível. E o Viseu 2001 quer lá estar e estará com toda a certeza”, garante Pedro Almeida, acrescentando que isto faz parte do trabalho que o clube faz para ser reconhecido pela sua atuação desportiva.

“Para ver reconhecido o nosso trabalho, para validar tudo aquilo que é o trabalho realizado e o que pretendemos realizar e validar os nossos trabalhos para o futuro, que é trabalhar e continuar nos campeonatos nacionais em todos os escalões, teríamos de avançar para o processo”, justifica.

Pedro Almeida salienta que são 60 os clubes de todo o país que têm a formação certificada pela FPF.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT