A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

"Pedradas" no final do jogo entre Académica e Académico

13-01-2018
 

Registaram-se desacatos no final do encontro, realizado este sábado, 13 de janeiro, no Estádio Cidade de Coimbra, entre a Académica e o Académico de Viseu, jogo que terminou empatado a uma bola. Segundo o site Notícias de Coimbra, uma mulher foi "atingida por uma pedra que terá sido arremessada do interior de um autocarro que transportava adeptos do Académico de Viseu". A jovem terá sido assistida no local pela equipa médica da Académica, por elemntos da Cruz Vermelha e mais tarde transportada para o Centro Hospitalar da Universidade Coimbra. O Notícias de Coimbra, refere ainda que uma fonte da Académica de Coimbra "lamentou o comportamento dos adeptos do Académico de Viseu no fim do jogo". 

Esta versão dos acontecimentos não é, para já, confirmada pela PSP de Coimbra, que se recusa a prestar esclrecimentos até segunda-feira de manhã. 

Entretano a administração da SAD do Académico de Viseu já desmentiu que tenham sido os adeptos do clube os responsáveis pelo arremesso das pedras que, no exterior do Estádio Cidade de Coimbra, provocaram danos materiais em viaturas ali estacionadas e ferimentos numa jovem. No comunicado assinado pelo presidente do Académico, António Albino, é referido que o Chefe da Polícia de Segurança Pública do Comando Distrital de Coimbra, Dinis Almeida, confirmou a dirigentes do clube que "foram os adeptos afetos à Associação Académica de Coimbra, que terão inclusive sido identificados no local, que desencadearam desacatos e arremessaram pedras na direção dos autocarros que transportavam os adeptos do Académico de Viseu, e que na verdade vieram a culminar com ferimentos de uma jovem que se encontrava no local e ainda outros eventuais danos em viaturas estacionadas junto do Estádio Cidade de Coimbra". A PSP de Coimbra informou, a administração da SAD do Académico de Viseu, "que irá proceder à elaboração de um relatório público no qual irá mencionar os pormenores" relatados pelo Chefe da PSP aos dirigentes do clube viseense. 

Entretanto nas redes sociais relatos de espetadores que estiveram no Estádio Cidade de Coimbra, confirmam os desacatos no exterior do recinto, que provocaram "momentos de pânico" a quem estava a sair do estádio. Alguns relatos dão conta questionam a responsabilidade de quem autorizou a saída em simultaneo das bancadas de "uma claque do clube visitante e dos adeptos da equipa da casa".   





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT