A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
 
        

Tomané sai do Tondela e vai para Itália

Tomané, Tondela, Udinese, saída
 

José Carlos Fernandes

Treinador de futebol


 

José Carlos Fernandes não tem dúvidas que Tomané vai deixar saudades ao Tondela


12-06-2018
 

Tomané vai sair do Tondela. O jogador, que teve em 2017/18 a melhor época da sua carreira com nove golos em 33 jogos ao serviço dos auriverdes, vai fazer as malas e viajar até Itália, onde vai passar pelo Udinese, da Serie A (o equivalente transalpino à Primeira Liga).

O ponta de lança de 25 anos tinha contrato até 2020, sendo previsto que os tondelenses possam encaixar uma verba considerável por esta transferência.

O salto para a cidade italiana de Udine, onde fica o Udinese, não surpreende José Carlos Fernandes. O treinador, que lançou Tomané como sénior no Limianos (clube de Ponte de Lima) na época 2011/2012, diz que o atleta já tinha potencial “para jogar a um nível alto, muito alto”.

José Carlos Fernandes recorda que Tomané teve no Limianos uma temporada abaixo das expetativas. “Não foi uma época brilhante porque ele vinha de uma lesão prolongada e demorou tempo para ficar em plenas condições”, lembra acrescentando que jogadores como Tomané “têm períodos bons e muito menos bons”.

Seis anos depois, o técnico diz não ter dúvidas que o avançado vai deixar saudades ao Tondela devido ao destaque que lhe era dado em campo. “Sim, acredito porque são normalmente as posições que mais existem dificuldades de serem encontradas, as de atacante com capacidade de finalização”, afirma.

José Carlos Fernandes justifica essa dificuldade considerando que existe uma “grande dificuldade de encontrar atletas que tenham capacidade de materializar um golo em momentos oportunos, mas debaixo de uma tensão emocional, de uma pressão e de um tempo de reação muitas vezes muito curto”.

“Ter a capacidade de finalização é o que efetivamente distingue os goleadores das outras posições e o Tomané está a regular exatamente nesse sentido de goleador, porque ele também tinha essa caraterística em termos psicológicos”, conclui o homem que deu a Tomané os primeiros passos como profissional sénior no futebol.

Em sentido contrário à saída do agora ex-jogador do Tondela, o nome de Marcos Valente, defesa central do Vitória de Guimarães, está a ser apontado para ser emprestado ao Tondela na próxima temporada.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT