A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Treinador do Penalva do Castelo fica no clube

 

Filipe Amaral

Treinador do Penalva do Castelo


 

Filipe Amaral fala dos objetivos para a próxima época


 

Filipe Amaral fala sobre as saídas de jogadores


12-06-2019
 

O treinador do Penalva do Castelo, Filipe Amaral, vai manter-se no clube apesar da descida à Divisão de Honra da Associação de Futebol de Viseu.

O técnico afirma ao Jornal do Centro que recebeu toda a confiança da direção para se manter no cargo.

“O contexto é hoje difícil e isso acabou por ser essa a perceção da direção do Penalva. Nalgumas vezes, nós (equipa técnica) demos a entender que não estávamos agarrados ao lugar, mas a confiança manteve-se. Tivemos a possibilidade de chegar a um acordo para esta nova época”, explica.

Filipe Amaral garante que, com as mudanças em curso no Penalva do Castelo, o clube volte a fazer um bom campeonato distrital.

O treinador lembra ainda a subida de divisão ao Campeonato de Portugal de há dois anos, recordando que a equipa era apontada como um emblema que iria descer de campeonato.

“Deu no que deu, chegámos ao segundo lugar. Infelizmente, o Lamego não conseguiu reunir as condições necessárias e coube a nós subir ao Campeonato de Portugal”, recorda.

Ainda assim, Filipe Amaral diz que, para a temporada que vem aí, o Penalva parte sem grandes responsabilidades “porque está a gastar menos dinheiro”, mas sem descurar o objetivo de chegar aos lugares cimeiros da Divisão de Honra.

Questionado pelo Jornal do Centro sobre a saída de quase uma dezena de jogadores, o treinador refere que foram todas dispensas ponderadas e transferências conscientes. “Teve a ver essencialmente com o que pretendemos para a nova época e tivemos de rever quais os jogadores que se encaixam no que queremos”, justifica.

Filipe Amaral menciona os casos de alguns jogadores que podem estar em vias de sair do clube, como Rafinha, que “teve a possibilidade de se manter no campeonato nacional e nós fomos os primeiros a apoiar a ida dele seja para onde for”. “Já sabemos, mas não posso revelar para onde foi”, diz.

Já Rafael Barreiros e o cabo-verdiano Marilson são, para o treinador do Penalva, propostas que o clube “recusa a acompanhar nos seus níveis de remuneração”. “O Barreiros explicou-nos a situação e quis mudar um bocado de ares, depois de três anos no clube”, diz.

O Penalva anunciou recentemente que a direção decidiu não renovar o vínculo desportivo aos jogadores Carlos Bastos, Nelson Cardoso, Tiago Almeida, Miguel Rodrigues, Simão Pipo, Simão Batista e Ézio Pinto.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT