27 out
Viseu

Saúde

Covid-19 chegou a Portugal há meio ano e já infetou 807 pessoas no distrito

por Redação

02 de setembro de 2020, 11:57

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

Faz, esta quarta-feira (2 de setembro), seis meses que a pandemia da Covid-19 começou a assolar Portugal. A 2 de março, foram reportados os primeiros dois casos positivos no nosso país da doença que assustou o mundo, depois de várias suspeitas.

O novo coronavírus, diagnosticado pela primeira vez na China, veio mudar o país, a região de Viseu e a forma como as pessoas vivem o seu dia-a-dia.

A Covid-19 fechou Portugal durante dois meses, naquele que foi o primeiro estado de emergência decretado em democracia. O distanciamento social, o gel desinfetante e as máscaras passaram a fazer parte do dia-a-dia de todos os cidadãos. O teletrabalho e a telescola marcaram a vida de muitos que estiveram confinados em casa. A pandemia já provocou uma onda de repercussões na economia (que vai sofrer bastante) e no desemprego.

A pandemia chegou ao distrito de Viseu a 15 de março, dia em que foi confirmado o primeiro doente. Tratou-se de um homem residente em Viseu, que tinha regressado do estrangeiro. Era motorista de profissão, tendo passado por Itália, França e Espanha.

Desde então, os casos não pararam de aumentar na região. Várias instituições passaram pelo pior, com surtos nas Misericórdias de Resende e Cinfães, no Centro Paroquial de Santiago de Cassurrães no concelho de Mangualde, e também em duas organizações sociais de Castro Daire.

A pandemia matou 40 pessoas no distrito. Só em Cinfães e em Mangualde, morreram 20 infetados (dez em cada concelho). Hoje, estão registados 807 casos da Covid-19 na região de Viseu. Pelo menos, 647 pessoas conseguiram vencer a doença.

Os concelhos com mais infetados registados desde o início da pandemia são Viseu (150), Cinfães (136), Castro Daire (120), Mangualde (83) e Resende (70).

Aguiar da Beira é o único município da região sem qualquer infetado. 

A nível nacional, a Direção-Geral da Saúde tem registados 58.633 casos de infeção confirmados e 1.827 mortes, bem como 42.233 recuperados desde março.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts