26 fev
Viseu

Viseu

Covid-19: um caso positivo em 100 testes feitos por saliva aos funcionários da Câmara de Viseu

por Redação

23 de fevereiro de 2021, 16:28

Foto D.R.

CLIPS ÁUDIO

Apenas um caso positivo foi detetado no teste de Covid-19 feito a funcionários da Câmara de Viseu com base na testagem inovadora feita através da saliva, criada pela Universidade Católica.

Cerca de 100 colaboradores da autarquia foram testados e os testes recorrendo à metodologia SalivaTec vão continuar durante esta semana aos restantes funcionários.

Segundo refere em comunicado a Câmara de Viseu, apenas uma amostra apresentou “carga viral, levando à testagem individual do grupo que a constituía”, sendo que entre as 20 pessoas testadas, um detetou ser positivo ao novo coronavírus.

“A métrica utilizada – divisão em pools de 20 indivíduos – foi validada nesta primeira experiência, pelo que a vamos manter nos testes a realizar”, refere Marlene Barros, diretora do Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde da Católica e responsável científica pelo laboratório SalivaTec.

Já o presidente da autarquia viseense, Almeida Henriques, revelou que as testagens Covid aos restantes colaboradores já arrancaram. “O objetivo é realizar cerca de 100 a 120 testes por semana, começando por aqueles afetos a áreas com maior exposição e risco”, afirma o autarca.

Em testes, estarão grupos de profissionais camarários mais expostos ao risco de contágio, como agentes da Polícia Municipal, operacionais dos Bombeiros Sapadores, motoristas e trabalhadores da área de Limpeza Urbana.

“Ao mesmo tempo que estamos a zelar pela segurança dos nossos colaboradores, o Município de Viseu poderá dar um contributo importante na certificação de uma metodologia inovadora desenvolvida no nosso concelho e que pode ser fundamental no combate à Covid-19 em todo o país”, acrescenta Almeida Henriques.

Os investigadores do SalivaTec mostram-se satisfeitos com os resultados alcançados. De acordo com Marlene Barros, este processo de testagem usando a saliva para apurar a existência do SARS-CoV-2 “vai contribuir para validar informação científica, com vista à certificação da metodologia”. 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts