A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

C. Sal: bombeiros "perdem" organização das Festas do Concelho para a Câmara

Edição de 7 de junho de 2019
07-06-2019
 

Parceria da organização das Festas de Carregal do Sal entre a Câmara e os Bombeiros mantém-se, mas a gestão fica a cargo do município. O cartaz custa mais de 115 mil euros

O ajuste de preços por excesso torna as Festas do Concelho de Carregal do Sal mais caras, “com a “vantagem” de ter um cartaz artístico mais atrativo e com a presença de artistas e bandas de topo do panorama musical português”, sendo mesmo considerado “um cartaz de luxo como há muito tempo não se via por aqui” dizem alguns populares e investidores locais que apostaram na aquisição/aluguer de espaços no local onde se realiza o evento.

Tal como vem sendo habitual na última década, as Festas do concelho de Carregal do Sal voltam a realizar-se no espaço da Feira Semanal, onde também vai estar instalada a Feira Industrial e Comercial (FICSAL), com a presença de quase uma centena de expositores, entre espaços de artesanato, de vinhos, restauração/tasquinhas e um série de outras empresas do concelho instaladas nas suas zonas industriais. Realizam-se de 14 a 22 de julho.

O cartaz artístico das Festas da Vila de Carregal do Sal foi adjudicado à empresa Mega Agência por ter sido a única concorrente por mais 115 mil euros (94.100 Euros sem IVA) o que é já considerado o mais ambicioso de sempre, mas também o que exigiu mais investimento por parte do Município que quer tornar o principal evento artístico do concelho uma referência na região durante as férias de verão.

Festas mudam de mãos

Sobre o facto de a organização das Festas do concelho e da Feira Industrial e Comercial de Carregal do Sal passar para a responsabilidade da Câmara Municipal, depois de terem sido organizadas nos últimos anos pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários, fonte da autarquia esclareceu que “resulta de um processo natural e pacífico que nada afeta os interesses de ambas as partes que vão continuar a manter a parceria que existe entre as duas instituições”.

A mesma fonte frisou também que o Município de Carregal do Sal entendeu que “o evento, nos últimos três anos perdeu dinâmicas e qualidade em relação a algumas representações empresariais e industriais que deixaram de marcar presença neste certame”.

“No fundo, o principal evento festivo de Carregal do Sal estava a perder fulgor e a ficar cada vez mais pobre para um território com grande potencial económico e com muito para mostrar a quem nos visita”, concluiu.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Carregal do Sal vai continuar, tal como nos anos anteriores, a explorar a sua “Tasquinha de Restauração” que tem sido um sucesso, bem como a “quermesse” cuja receita reverterá também a favor dos “soldados da paz” desta vila beirã.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT