A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Câmara de Viseu abre concurso para Centro de Operações de Mobilidade

21-03-2019
 

A Câmara de Viseu aprovou esta quinta-feira (21 de março) a abertura do concurso público para a construção do Centro de Operações de Mobilidade, que representa um investimento de quase 4,6 milhões de euros.

“Fica um terminal rodoviário moderno, com todas as condições de conforto e de informação para as pessoas. E é criado um serviço de estacionamento”, disse o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, aos jornalistas.

Este novo interface de transportes públicos, que “é uma componente muito importante do MUV (Mobilidade Urbana de Viseu)”, tem um prazo de execução de 560 dias, acrescentou.

Segundo o autarca, “a obra vai decorrer em duas fases”, sendo na primeira construído o parque de estacionamento, de forma a permitir que a atual central de camionagem continue a funcionar.

O centro terá uma ilha central virada para os transportes urbanos de Viseu e boxes para o transporte intermunicipal, dando condições para a operação dos diferentes agentes interurbanos, intraurbanos e internacionais de transportes públicos.

A intermodalidade está prevista, ficando o centro integrado na rede de mobilidade suave e assegurando a sua ligação aos diferentes modos complementares de transporte (autocarros elétricos e rodoviários, táxis, outros elétricos, bicicletas e rede pedonal).

Almeida Henriques lembrou que o MUV, que representa um investimento global de cerca de 32 milhões de euros, estará no terreno a partir de 2 de abril.

O MUV irá integrar e articular uma rede de transportes públicos com 21 linhas (com 24 veículos novos), um serviço de transporte “a pedido”, uma rede de parques e lugares de estacionamento, uma rede de ciclovias urbanas, um novo interface de transportes e um sistema de informação “moderno e acessível”.

Na reunião de hoje, o executivo aprovou também o Programa de Apoio à Redução Tarifária nos transportes públicos, que permitirá aos utilizadores do MUV usufruírem de uma redução do valor do passe entre 23% (linhas periurbanas) a 25% (linhas urbanas).

Foi também aprovada a adjudicação da empreitada de adaptação da cave da Igreja Madre Rita para o Arquivo Municipal, que tem o valor de 652 mil euros e um prazo de execução de 245 dias.

 





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT