25 Mai
Viseu

Região

Coronavírus: autarca de Castro Daire quer tirar infetados de lar, mas autoridades de saúde não deixam

por Redação

01 de Abril de 2020, 16:35

Foto Arquivo Jornal do Centro

Paulo Almeida fala em “situação dramática” no concelho

CLIPS ÁUDIO

O presidente da Câmara de Castro Daire, Paulo Almeida, lamenta que os 28 utentes do Lar de S. Joaninho infetados com Covid-19 ainda não tenham sido evacuados para o hospital.

As autoridades de saúde querem que os idosos com a doença permaneçam na instituição, mas o autarca não concorda. Em declarações ao Jornal do Centro, diz que já falou na terça-feira (31 de março) com a ministra da Saúde, Marta Temido, para que “os utentes infetados pudessem ser transferidos de imediato, devido à sua urgência”.

“O Lar de S. Joaninho é uma estrutura residencial e não é uma unidade de cuidados de saúde. Com os utentes, que têm idades elevadas e quadros clínicos complexos, a serem vacilados com a Covid-19, vamos ter problemas sérios no futuro e precisar rapidamente de cuidados de saúde”, alerta o presidente da Câmara castrense.

Paulo Almeida diz que não recebeu nenhuma resposta positiva da tutela. Contudo, o Lar de S. Joaninho não é a única preocupação do autarca.

Uma funcionária de uma instituição social da freguesia do Mezio também já acusou positivo na doença, o que acentua os receios e as críticas de Paulo Almeida, que diz ter insistido há três semanas com as autoridades de saúde para que fosse decretada a quarentena obrigatória para quem viesse a Castro Daire.

“De dia para dia, isso não deixou de ser uma constante indecisão, porque nenhuma decisão concreta foi tomada. Neste momento, passados 15 dias, começamos a ter vários casos no nosso concelho”, afirma o autarca, que admite que se vive naquela vila uma “situação dramática”.

“Esta situação carece de decisões e intervenções rápidas e não podemos estar tanto tempo à espera de autorizações para testes. Tem que haver decisões rapidamente, para evitar que haja um desastre”, remata Paulo Almeida.

Em Castro Daire, há registo de 34 casos positivos do novo coronavírus.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts