A OUVIR 98.8 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
 
        

Conduta de água desativada há mais de uma década vai "regar" pomar em Leomil

Edição de 9 de fevereiro de 2018

13-02-2018
 

A Câmara de Moimenta da Beira aprovou a cedência de uma conduta de água que estava inativa há mais de uma década a uma empresa que instalou em Leomil um pomar de maçãs com mais de 15 hectares.

A empresa explicou que apesar de parte do investimento realizado ter sido na captação e armazenamento de água, constataram que a mesma é insuficiente para a totalidade da propriedade. “Tivemos conhecimento da existência da rede de distribuição de água existente entre a localidade de Arcozelos e a localidade de Baldos, que não está a ser utilizada há alguns anos, e é propriedade da Câmara Municipal e dista apenas 200 metros do pomar. Com esta solução, era possível o transporte da água desde um poço existente nos Arcozelos até à nossa propriedade”, esclareceram os proprietários.

De acordo com o negócio proposto, “a qualquer momento” se o Município necessitar de usufruir das infraestruturas existentes, “não haverá qualquer obstáculo da nossa parte, sendo sempre dada a prioridade ao Município e às suas necessidades”.

A empresa estima que o consumo e utilização da infraestrutura apenas ocorrerão cerca de um mês por ano e apenas quando a da exploração for insuficiente. “Adicionalmente, a nossa empresa assumirá integralmente todos os investimentos ou gastos que sejam necessários efetuar”, informou.

Para o presidente da Câmara de Moimenta da Beira este é um “negócio” que “não traz nenhum prejuízo para o domínio público, dado que a conduta não é utilizada há mais de dez anos, nem se prevê que o possa ser num futuro próximo”.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT