29 nov
Viseu

Região

Covid-19: Distrito de Viseu ultrapassou barreira dos 1000 infetados

por Redação

16 de setembro de 2020, 17:42

Foto Igor Ferreira

Sernancelhe com seis novos casos nas últimas 24 horas. Testes aos professores e funcionários das escolas deram negativo. Portugal tem 290 surtos ativos

CLIPS ÁUDIO

O distrito de Viseu já ultrapassou a barreira dos mil infetados desde o início da pandemia, numa altura em que em Sernancelhe são conhecidos, esta quarta-feira, seis novos casos. O concelho tem agora 94 pessoas infetadas, das quais 88 são casos ativos e resultam de situações detetadas nas últimas duas semanas. Os testes realizados aos professores e funcionários das escolas do concelho deram todos negativo. As aulas arrancam esta quinta-feira.

O distrito soma agora 1018 infectados, 40 vitimas mortais e 703 recuperados.

Só o concelho de Viseu registou, nos últimos dias, mais 12 doentes. Tem 218 infectados, desde o início da pandemia, e estão 84 casos ativos. Ainda em Viseu, mas no hospital da cidade encontram-se 18 pessoas com o novo coronavírus, duas das quais nos cuidados intensivos.

Mangualde tem também mais um caso, um habitante da União das Freguesias de Tavares. Só esta freguesia conta com cindo infectados e, segundo a junta de freguesia local, este novo caso “não está relacionado com o foco anterior”. As pessoas que contactaram com este novo infectado estão em confinamento ou vão fazer o teste, revela ainda a mesma fonte.

Com mais este caso, subiu para 84 o número de infeções pelo novo coronavírus no concelho de Mangualde desde que a pandemia chegou a Portugal. Há cinco casos ativos nesta altura. No município há ainda registo de 69 recuperados e 10 vítimas mortais do surto que em plena pandemia de abril atingiu o lar de Santiago de Cassurrães.

Durante esta quarta-feira ficou-se a saber que há mais de 20 casos positivos na fábrica de abate de aves em Tondela e que os testes que foram entretanto realizados no Lar Rainha Dona Leonor deram negativo.

 

Retrato nacional

Portugal tem 290 surtos ativos de covid-19, a maioria na região Norte, com o índice médio de contágio a fixar-se em 1,15 na semana passada, indicou  a ministra da Saúde, Marta Temido.

A titular da pasta da saúde falava na habitual conferência de imprensa da Direção-Geral da Saúde, em Lisboa, para balanço da situação epidemiológica da covid-19 no país.

Dos 290 surtos de infeção ativos, 146 situam-se na região Norte, 95 em Lisboa e Vale do Tejo, 20 no Centro, 17 na Região Autónoma dos Açores e 11 no Alentejo.

De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, citadas pela ministra, o indicador médio do valor Rt (índice de transmissão) situava-se, entre 07 e 11 de setembro, em 1,15, traduzindo-se em 623 novos casos de infeção por dia.

No mesmo período, o índice de transmissão mais elevado esteve na região do Alentejo (1,53) e o mais baixo no Algarve (1,1).

Nos últimos sete dias, a taxa de incidência de covid-19 esteve nos 39,7 casos por cem mil habitantes, enquanto nos últimos 14 dias foi de 68 casos/100 mil habitantes.

A pandemia da covid-19 já provocou pelo menos 936.095 mortos e mais de 29,6 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência noticiosa francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.878 pessoas dos 65.626 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

 

 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts