03 mar
Viseu

Região

Covid-19: região de Viseu com seis concelhos em risco extremo

por Redação

04 de janeiro de 2021, 18:37

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

.

Seis concelhos da região de Viseu registam uma uma taxa de incidência de casos acumulados de infeção pelo novo coronavírus superior a 960 por 100 mil habitantes, mais dois que na semana passada, tendo em conta o número de casos reportados agora e referentes aos dias entre 28 de dezembro e 4 de janeiro. São eles Armamar, Aguiar da Beira, Mangualde, Moimenta da Beira, Tabuaço e Vila Nova de Paiva, conforme pode ver no gráfico. Os dados foram anunciados esta segunda-feira pelas autoridades de saúde e autarquias.

Numa semana, os maiores crescimentos, em termos absolutos, verificaram-se em Viseu. Em oito dias, registaram-se 425 novos casos de Covid-19, o maior aumento desde o início da pandemia. No concelho, além da transmissão comunitária, estão ativos surtos em várias instituições, nomeadamente nos lares Mariana Seixas e de Farminhão. Também em Tondela e Mangualde (onde esta terça-feira começa a vacinação nos lares) foram reportados mais casos que envolvem empresas e instituições de solidariedade social.

Mas, em termos percentuais, os maiores crescimentos (acima dos 40 por cento) verificaram-se em Carregal do Sal, Aguiar da Beira e Moimenta da Beira.

O aumento de casos justifica-se, segundo as autoridades de saúde, com dois fatores. Primeiro, nos lares, a constante testagem derivada do protocolo entre a Cruz Vermelha e a Segurança Social e que tem revelado um maior número de situações e, depois, a transmissão comunitária que não estava contida e que com o Natal aumentou.

Na análise à região de Viseu, há 10 concelhos no grupo de risco muito elevado (entre 480 e 960 casos por 100 mil habitantes), oito em risco elevado (entre 240 e 480 casos por 100 mil habitantes) e apenas Sernancelhe e Resende no risco moderado (até 240 casos por 100 mil habitantes).

Portugal contabiliza pelo menos 7.118 mortos associados à covid-19 em 427.254 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado até 07 de janeiro, com recolher obrigatório entre as 23:00 e as 05:00 nos concelhos do território do continente de contágio mais elevado. É esperada a revisão do mapa de risco no dia 7 de janeiro, altura em que termina este período do estado de emergência.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts