A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

D. António Luciano pede igreja com coragem para entender "as mudanças" (c/som)

D. António Luciano na Missa de entrada na Diocese de Viseu
 

Bispo de Viseu pede "mãos à obra"


22-07-2018
 

"Mãos à obra". Foi desta forma que D. António Luciano deu inicio à sua apresentação como novo bispo de Viseu.

Com a catedral de Viseu completamente cheia, e já depois de ter tomado posse no dia anterior perante o Colégio de Consultores, D. António Luciano pediu coragem a todos os agentes pastorais para terem capacidade para entender as novas exigências da igreja. "Temos de ter a coragem de formar o povo de Deus para que entenda as mudanças que a caminhada sinodal e pós sinodal exige de todos nós. Mãos à obra no olhar atento para o nosso mundo e não podendo esquecer os seus problemas e complexidades existenciais e os desafios que faz à igreja", afirmou.

O novo bispo de Viseu lançou ainda o desafio olhando para o futuro e a renovação defendendo "uma igreja que celebra a fé e que acolhe o seu novo pastor, deve ser uma igreja missionária. Uma igreja que vai ao encontro dos outros, onde os cristãos se tornam discípulos missionários e co-responsáveis no caminho que estamos a fazer. Isto traz-nos grandes desafios e oportunidades que convosco gostaria de aproveitar para revitalizar e renovar quer a nível pessoal e também em comunhão de igreja pastoral e diocesana", sublinhou.

D. António Luciano foi desta forma apresentado à Diocese este domingo, dia em que se assinalam os 502 anos da dedicação da catedral, sucedendo a D. Ilídio Leandro, de 67 anos, que renunciou por motivos de saúde.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT