A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Deputada enfermeira relata a "indignidade" das urgências do Hospital de Viseu

Assembleia Municipal, Viseu, hospital, urgências
 

Isabel Fernandes

Deputada do PSD na Assembleia Municipal de Viseu


22-02-2019
 

A deputada municipal do PSD em Viseu, Isabel Fernandes, deixou esta sexta-feira (22 de fevereiro) um alerta para as condições em que o serviço de urgência do Hospital de S. Teotónio se encontra.

A social-democrata, enfermeira de profissão, relatou na sessão da Assembleia Municipal como funciona o dia-a-dia da valência. “Temos seis unidades numa sala que é a UDC [Unidade de Decisão Clínica], onde temos o doente mais instável e também temos o corredor que vocês [deputados] conhecem, que é onde nós pomos todos os doentes.  Na emergência e na UDC, vamos tirando um e colocando outro que está pior”, conta.

A deputada foi ainda mais longe nas observações. “Sabem que há pessoas que morrem e que, em situações onde temos imensos doentes em maca, muitos vão e vão morrer. Há situações em que é preciso investir e gerir as vagas e há outras em que sabemos que não vamos investir. Onde é que se colocam esses doentes na urgência? Alguém sabe? Eu sei, mas não digo”, acrescenta.

Isabel Fernandes afirma que há falta de condições nas urgências do S. Teotónio, frisando por exemplo que os gabinetes não são espaçosos e que todos os doentes são tratados numa única sala de enfermagem. “Privacidade é zero, mas até nós já fomos habituando. Infelizmente, a população de Viseu foi-se habituando, o que é triste”, diz.

A deputada do PSD fala mesmo em “indignidade” no serviço hospitalar. “Quando nós dizemos que este senhor vai ser colocado na antecâmara, porque não vai morrer, no meio de toda a gente e depois morre mais um doente na sala aberta, é uma falta de dignidade. Eu acho que nós não merecemos e que a população não merece”, remata.

Com estas afirmações, Isabel Fernandes acredita que não há desculpa para não defender a obra nas urgências, prometida pelo Governo mas que nunca chegou a ser concretizado até agora, como prioritária.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT