A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Direção do Turismo do Porto e Norte demitiu-se

Turismo do Porto e Norte, Melchior Moreira, demissão
05-12-2018
 

A direção do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) demitiu-se em bloco esta tarde de quarta-feira (5 de dezembro), juntamente com os restantes órgãos sociais.

Esta notícia foi avançada quase dois meses depois da detenção do presidente Melchior Moreira, em meados de outubro, por suspeitas de corrupção. A ação ocorreu no âmbito da Operação Éter, que também abrangeu o empresário de Viseu, José Agostinho.

Os órgãos sociais do TPNP saíram "para forçar eleições" e "renovar a estrutura" da entidade turística. O presidente da Assembleia Geral, Eduardo Vítor Rodrigues, já adiantou que novas eleições estão marcadas para 18 de janeiro.

Até lá, disse o dirigente, o orçamento, que teria de ser aprovado até 31 de dezembro deste ano, terá de ser "gerido em duodécimos".

"O meu objetivo era arranjar forma de haver clarificação e não fazer de conta que nada se passava, conseguir repor a legitimidade dos órgãos, cuja credibilidade estava colocada em causa. Era urgente renovar a estrutura", explicou Eduardo Vítor Rodrigues, que prevê que as eleições venham a ser disputadas por "várias listas" que ainda não foram anunciadas.

Além de Melchior Moreira, natural de Lamego, as detenções da Operação Éter no TPNP também atingiram a diretora executiva Isabel de Castro e a diretora financeira Gabriel Escobar. Dos cinco detidos por suspeita de corrupção, tráfico de influências e falsificação, só o agora ex-presidente continua em prisão preventiva.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT