A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
 
        

Incêndios: meio ano depois empresas de pé e população empenhada na limpeza

Incêndios, seis meses depois
16-04-2018
 

Meio ano depois dos incêndios de outubro, que só no distrito de Viseu mataram 20 pessoas, a população está agora mais desperta para a importância da limpeza dos matos junto às casas. Quem o diz é o tenente-coronel António Dias, relações Públicas da GNR de Viseu.

A lei, recorde-se, obriga à limpeza dos espaços florestais até maio. Para já, a GNR está a ter apenas uma atitude de alerta, mas depois em junho as multas vão começar a ser passadas.

Segundo as contas da Guarda Nacional Republicana, na primeira semana de abril foram levantados em todo o país 71 autos por falta de limpeza de espaços florestais. Os proprietários têm agora de proceder aos respectivos trabalhos caso contrário a terão mesmo que pagar a multa.

 

Empresas estão a reerguer-se das cinzas

 

Entretanto, os locais que foram afetados pelas chamas estão agora a erguer-se das cinzas. É o que se está a passar na zona industrial de Oliveira de Frades.

A grande maioria das empresas já retomaram a actividade, ainda que não a cem por cento. A Toscca foi uma das unidades que mais sofreu com o fogo. Ficou completamente devastada. Mas hoje encontra-se quase a trabalhar em pleno. A administração lembra que todos os funcionários mantiveram-se em funções.

Da empresa ASP industria de plásticos pouco ou nada sobrou depois da passagem das chamas. A empresa está agora em instalações alugadas, mas em outubro conta já estar a laborar num novo edifício.

 







  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT