A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

IPV acolhe 1.960 alunos no novo ano letivo

10-09-2019
 

O Instituto Politécnico de Viseu (IPV) diz que vai receber um total de 1.960 novos estudantes, depois dos resultados da primeira fase do concurso de acesso ao ensino superior. Destes, 788 vão frequentar as licenciaturas a partir do contingente geral, de acordo com dados revelados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Em comunicado, o IPV refere que, destes 788 caloiros, 533 elegeram as suas escolas como primeira opção. A taxa de ocupação da primeira fase de acesso está na ordem dos 60 por cento.

A instituição do ensino superior acrescenta que também recebeu mais novos alunos, colocados nos concursos especiais e locais, regimes de mudança por instituição/curso e reingresso, regimes especiais de acesso, bem como os estudantes dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) e dos cursos de mestrado.

Ao todo, os 1.960 novos alunos do IPV são constituídos por 1.340 estudantes das licenciaturas, 400 dos CTeSP e 220 dos mestrados. Segundo o instituto, isto representou um “aumento global” face aos anos anteriores (1.833 no ano letivo 2018/2019 e 1.751 em 2017/2018).

Na nota, o presidente do IPV, João Monney Paiva, saudou os novos alunos. “Vão juntar-se aos alunos de Mestrado e de cursos Técnicos Superiores que, no final, somarão cerca de 2.000 estudantes que, ao estudarem, vão querer saber mais. Vão também relacionar-se com os seus colegas de outros países europeus, de outros continentes, de outros âmbitos, de outras vozes, de outras culturas. Viseu e a sua região são uma excelente opção”, pode ler-se no documento.

Já em relação aos alunos internacionais, eles são cerca de 150. Segundo as contas do IPV, os alunos vêm maioritariamente do Brasil. O instituto também sublinhou a captação de alunos dos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) nos últimos anos e o acompanhamento da tendência de crescimento a nível nacional na internacionalização do ensino superior português.

Ainda sobre a internacionalização, Monney Paiva está nesta altura no Brasil, a liderar uma comitiva do IPV numa visita de trabalho, com uma agenda que inclui a assinatura de protocolos e reuniões com diversas universidades brasileiras. Para o responsável, esta visita a terras da Vera Cruz tem como objetivo a assinatura de um convénio de mobilidade de professores e alunos com a Universidade do Estado do Amazonas e concretizar uma graduação conjunta na área das tecnologias da madeira, entre outras metas.

Já o vice-presidente Pedro Rodrigues está a liderar uma outra comitiva, que está a participar em várias feiras e salões de estudantes nas cidades do Rio de Janeiro, S. Paulo e Curitiba, com o objetivo de divulgar a oferta formativa do IPV para o ano letivo 2020/2021.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT