A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Lapa do Lobo epicentro do megalitismo peninsular

Nelas
03-11-2018
 

Decorre até domingo o Congresso «De Gibraltar aos Pirenéus: Megalitismo, Vida e Morte na Fachada Atlântica Peninsular» na Lapa do Lobo, concelho de Nelas, considera o epicentro de um dos núcleos mais importantes do Megalitismo da Península Ibérica.

 

O evento tem palco na Fundação Lapa do Lobo, no Auditório Maria José Cunha, e conta com um alargado número de participantes internacionais e alguns nomes de vulto da comunidade arqueológica nacional e internacional: João Carlos de Senna-Martinez e Mariana Diniz (Uniarq/ FLUL), António Faustino de Carvalho (CEAACP/ Universidades de Coimbra e Algarve), Pablo Arias Cabal (Universidad Cantabria, Espanha), Leonardo García Sanjuán (Universidad de Sevilla, Espanha), Gertrudes Branco (DRCC-DGPC/ Ministério da Cultura), Ana Cristina Martins (IHC-CEHFCI-UE-FCSH-UNL/ Uniarq/ FLUL), Fábio Silva (UWTSD, Lampeter, Reino Unido / IPHES, Tarragona, Espanha), entre outros.

 

O congresso surge no seguimento das apresentações anuais dos resultados das escavações que João Carlos de Senna-Martinez e José Ventura estão a levar a cabo nos últimos quatro anos, com o Projeto Neo-Mega. O resultado foi além do expectável, tendo sido encontrados novos elementos, levantando questões na arqueologia regional, que este Congresso discute agora a nível da Península Ibérica, colocando o foco sobre a Lapa do Lobo.

 

João Carlos de Senna-Martinez e José Ventura têm liderado campanhas de escavações na região há três décadas. O projeto Neo-Mega, que lideram há quatro anos, resultou no estudo da recém-descoberta Orca da Lapa do Lobo, que permitiu o reforço do estudo dos três restantes dólmens do concelho (Orca das Pramelas – Canas de Senhorim, Orca do Folhadal e Orca do Pinhal dos Amiais – Senhorim) tendo sido criado para o efeito, e apresentado recentemente, o Circuito Pré-histórico do Concelho de Nelas, aumentando assim a oferta turística nesta área patrimonial. No domingo este Circuito será visitado por todos os participantes do Congresso.

 

«De Gibraltar aos Pirenéus: Megalitismo, Vida e Morte na Fachada Atlântica Peninsular» é uma organização do Centro de Arqueologia (Uniarq) da Universidade de Lisboa, Centro de Estudos de Arqueologia, Arte e Ciências do Património (Universidades de Coimbra e do Algarve) e Fundação Lapa do Lobo, com o apoio das Câmaras Municipais de Nelas e Carregal do Sal.

 





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT