11 Ago
Viseu

Região

Líder das Obras Sociais de Viseu promete lutar pela sustentabilidade financeira

por Redação

29 de Janeiro de 2020, 12:58

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O presidente da Obras Sociais da Câmara de Viseu promete continuar a lutar pela sustentabilidade económica da instituição, que apoia sobretudo crianças e idosos.

Na sessão da tomada de posse para mais um mandato de quatro anos, que decorreu esta manhã de quarta-feira (29 de janeiro), José Carreira não escondeu os problemas que o sector social atravessa.

“Cerca de 40 por cento das instituições do terceiro setor apresentam prejuízos ou estão em risco de encerrar as portas. Contudo, nós vamos continuar a trabalhar. Por isso, aqui estamos. Os nossos associados, as pessoas que integram os órgãos sociais e os colaboradores das Obras Sociais nos dão a estabilidade para podermos fazer o que é preciso”, afirmou.

José Carreira agradeceu ainda o apoio da Câmara de Viseu e disse que gostava que o Estado olhasse para as Obras Sociais da mesma maneira. Quanto ao futuro, o responsável revelou que as Obras Sociais vão arrancar em breve com dois novos projetos. “Estamos à espera do arranque de dois CLDS [contratos locais de desenvolvimento social] infra concelhios: Viseu Positivo e Viseu Comunidade e Afetos”, indicou.

A cerimónia de tomada de posse decorreu na Câmara de Viseu, onde o presidente da autarquia, Almeida Henriques, não escondeu a preocupação com a situação do setor social. O autarca reconheceu que a direção das Obras Sociais não teve um mandato fácil nos últimos quatro anos, apesar da “retaguarda protegida” por parte do município.

“Os últimos anos foram complexos e difíceis para as Obras Sociais, tal como aconteceu com todo o terceiro setor. Muitas vezes, o Estado Central não valoriza este trabalho voluntário que é feito pelas pessoas que fazem parte destas instituições. O que seria do país e dos territórios se não tivesse esta rede espalhada que chega junto das pessoas e vai respondendo aos seus problemas?”, constatou.

Almeida Henriques falou ainda do projeto da creche que vai funcionar 24 horas por dia na incubadora de empresas Vissaium XXI, um projeto que vai ser executado pelas Obras Sociais e que o autarca considera inovador.

“Penso que é um projeto interessante. Não há muitas cidades que tenham este tipo de oferta e de necessidade. É um desafio que deixo e que sei que já é aceite, que é trabalhar de uma forma muito rápida para que este próximo passo possa ser atingido. Estarão a cumprir mais uma boa missão em relação ao desenvolvimento do concelho e da cidade”, rematou o presidente da Câmara.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts