08 Jul
Viseu

Região

Mangualde: lar de Santiago de Cassurrães retoma visitas aos idosos

por Redação

25 de Maio de 2020, 11:23

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

O Lar de S. José, em Santiago de Cassurrães, no concelho de Mangualde, retoma esta segunda-feira (25 de maio) as visitas aos idosos. Desde o início da pandemia, a instituição registou 64 infetados pelo novo coronavírus, entre utentes e funcionários, e 10 mortes associadas à Covid-19.

Segundo a diretora técnica, Rute Pinto, só vinte utentes podem receber, nesta altura, as visitas de segunda a sexta-feira.

Temos ainda alguns utentes com Covid-19 e que estão neste momento noutro edifício. As visitas serão só para aqueles que têm teste negativo, cumprindo todas as indicações e orientações da Direção-Geral da Saúde”, explica, enumerando algumas das regras como a marcação prévia, o cumprimento da etiqueta respiratória e a limitação das visitas a apenas uma por utente e por semana, “até ao máximo de 15 minutos”.

“Não permitimos visitas a acamados. As pessoas têm de respeitar a distância de segurança indicada no chão”, acrescenta a diretora, que revela que o Lar já regista 25 casos recuperados do novo coronavírus. “Alguns deles ainda estão nos quartos porque os testes deram negativo há pouco tempo”, refere. Segundo a responsável, a retoma das visitas foi bem pensada.

“Nós ponderámos a reabertura das visitas e elas foram permitidas a partir de 18 de maio. Achámos que ainda não era a altura indicada, uma vez que tínhamos idosos que iriam repetir o teste, mas reconsiderámos passada uma semana, porque tinham estado muito tempo sem ver os familiares e isolados nos seus quartos. Achamos que é necessário termos em conta o estado emocional e psicológico”, explica.

Rute Pinto recorda ainda os tempos difíceis que foram vividos no lar e fala de “dois meses muito complicados”. “Surgiram bastantes casos positivos, tentámos sempre separar os idosos em dois edifícios distintos para reduzir o risco de contágio e tivemos algumas funcionárias doentes, algumas delas também contaminaram as famílias”, lembra a diretora.

Nesta altura, o Lar de S. José tem quatro funcionárias infetadas com a Covid-19 e 11 utentes, entre os quais um está internado no hospital.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts