A OUVIR 98.8 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
 

Ministro do Ambiente afirma que haverá em 10 dias solução para a seca na região de Viseu

Ambiente, seca

2017-10-11

 

O ministro do Ambiente afirmou nesta tarde de quarta-feira que dentro de dez dias haverá uma solução alternativa para o abastecimento de água na região de Viseu e defendeu que herdou uma ausência de investimentos neste domínio, particularmente no sul.

Esta posição foi assumida pelo ministro João Pedro Matos Fernandes depois de confrontado pelos jornalistas com o problema da seca em Portugal e com o facto de a Câmara de Viseu ter anunciado que intensificou a redução de consumos públicos de água, diminuindo ou suspendendo o funcionamento dos sistemas de rega no concelho.

No caso da albufeira de Fagilde, que abastece Viseu e mais três concelhos em redor, o ministro do Ambiente reconheceu que "há um nível muito baixo de água".

"Sabemos que temos água até ao início de novembro e estamos a trabalhar intensamente para dentro de dez dias termos uma solução alternativa de abastecimento de água para aquelas populações", disse.

Depois, numa nota mais política, o titular da pasta do Ambiente advogou que a atual situação "obriga a que todos ajudem e que se faça um consumo mais parcimonioso possível da água".

"Isto, acreditando que durante estas três semanas, até ao pico mais grave do problema, irá chover e que o problema será atenuado. Tal não desresponsabiliza ninguém, desde pessoas, autarquias, indústria, no sentido de gastarem o mínimo possível. Neste aspeto as autarquias têm desempenhado um papel muito importante", ressalvou o membro do executivo.

Em termos globais, de acordo com João Pedro Matos Fernandes, Portugal está confrontado com o facto de ter "um número invulgarmente alto de albufeiras com um volume invulgarmente baixo de água".

 





  • 2002 - 2017 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT