A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Municípios juntam-se para construir Barragem do Vouga

Viseu, municípios
07-09-2017
 

A Câmara de Viseu aprovou a celebração de um acordo entre vários municípios que visa constituir uma empresa intermunicipal de abastecimento de água e saneamento na região, atendendo à escassez de água e aos riscos de seca.

Viseu, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Sátão, São Pedro do Sul, Vila Nova de Paiva e Vouzela são os municípios envolvidos neste acordo, que pretende criar condições para a realização de investimentos estruturantes no sistema de armazenamento, tratamento e distribuição de água.

Entre eles estão o reforço da capacidade da barragem de Fagilde, a construção futura da barragem do Vouga e a sua exploração eficiente e integrada.

Segundo o presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, "esta é uma resposta conjunta da região a um problema atual e prioritário: a escassez de água e o aumento dos riscos de seca”.

“Precisamos de aumentar a sustentabilidade do abastecimento de água no concelho e na região e salvaguardar a qualidade de vida das gerações futuras. Não daremos nenhuma razão ao Estado central para que a região fique excluída de uma solução robusta e de futuro”, frisou.

Os municípios consideram que, atualmente, "o sistema de armazenamento e abastecimento de água não atinge na região o grau de sustentabilidade imposto pela própria entidade reguladora".

O acordo intermunicipal permitirá o acesso a financiamentos comunitários do Portugal 2020 para o desenvolvimento dos estudos e projetos de construção da barragem do Vouga. A Águas de Viseu será responsável pelo desenvolvimento desses trabalhos, assim como de candidaturas a financiamento.

A deliberação foi aprovada em reunião de câmara com oito votos a favor (PSD, PS e CDS-PP) e uma abstenção (PS), e será brevemente sujeita a ratificação na Assembleia Municipal.

Esta decisão surge depois do chumbo do tribunal de Contas à passagens dos SMAS – Serviços Municipalizados de Águas a Águas de Viseu. Para não comprometer investimentos intermunicipais no valor de cerca de 30 milhões de euros no domínio da água e saneamento, as autarquias envolvidas optaram por criar uma nova empresa intermunicipal. 

O vereador do PS, José Junqueiro, explicou que o voto a favor foi unicamente para viabilizar um investimento que vai envolver vários municípios.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT