A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Novo chefe de gabinete de Almeida Henriques suspende mandato em Oliveira de Frades

Edição de 11 de janeiro de 2019
11-01-2019
 

O vereador do PSD Paulo Antunes pediu a suspensão de mandato na Câmara de Oliveira de Frades pelo período de seis meses. Alegou motivos pessoais no e-mail que endereçou aos serviços municipais a justificar o pedido de cessação de funções, que coincide com o novo cargo profissional que está a desempenhar no município de Viseu.

Paulo Antunes é, desde o primeiro dia do ano, chefe de gabinete de Almeida Henriques, presidente da autarquia viseense, substituindo no cargo Nuno Nascimento, que se encontra agora a trabalhar no sector privado.

Paulo Antunes estava desempregado, e a receber subsídio, desde que saiu na Câmara em outubro de 2017 depois de ter perdido as eleições autárquicas para Paulo Ferreira do Nós Cidadãos. Entre os anos de 2006 e 2013 foi chefe de gabinete do presidente da autarquia oliveirense, na altura liderada por Luís Vasconcelos (PSD). De 2013 a 2017 exerceu o cargo de vereador a tempo inteiro no município.

O pedido de suspensão apresentado agora não surpreende. Ao que o Jornal do Centro apurou, Paulo Antunes pediu para se ausentar da autarquia pelo período de meio ano porque ainda se encontra à experiência em Viseu. Apesar das tentativas não conseguimos chegar à fala com o novo chefe de gabinete de Almeida Henriques.

Momento “oportuno”

O presidente da Comissão Política do PSD de Oliveira de Frades classifica como “oportuno” o pedido de suspensão de mandato apresentado por Paulo Antunes devido às novas funções que desempenha. José Manuel Batista garante que esta é “a melhor opção” e salienta que concelhia laranja, “porque tem a confiança de todos os eleitos, que o vereador que o substituirá vai continuar a desempenhar o mandato com uma postura de responsabilidade e imparcialidade sempre no superior interesse do concelho e dos munícipes”.

Ainda que não seja, pelo menos para já, uma despedida, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Ferreira, agradece “todo o trajeto autárquico” que Paulo Antunes “fez ao serviço do município” e deseja-lhe “o maior sucesso na sua carreira profissional”. O autarca não esconde, todavia, que se tivesse no lugar do antigo vereador tinha renunciado ao mandato porque não conseguiria trabalhar em dois municípios ao mesmo tempo. “Se ele conseguir gerir essa situação e desde que não colidam os interesses das duas Câmaras não vejo mal nenhum. Acredito no bom senso que o próprio terá ao tomar essas decisões”, argumenta.

Novo vereador ainda não é conhecido

O substituto de Paulo Antunes na autarquia de Oliveira de Frades ainda não é conhecido. Elisa Oliveira, que durante dois mandatos foi vereadora a tempo inteiro no município, nos mandatos de Luís Vasconcelos, era a terceira da lista do PSD e poderá ser ela a ocupar o lugar deixado vago. Caso não queira, ou não possa, poderão sentar-se na cadeira do poder José Pedro Almeida ou Dina Malafaia, que foram quarto e quinto elementos da lista laranja à Câmara Municipal nas últimas autárquicas.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT