A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Parque empresarial de S. Pedro do Sul está pronto daqui a um ano

S. Pedro do Sul, Pindelo dos Milagres, parque empresarial
12-09-2018
 

O ministro da Economia lançou esta quarta-feira (12 de setembro) a primeira pedra do Parque Empresarial de S. Pedro do Sul, em Pindelo dos Milagres, que estará pronto dentro de um ano após um investimento total de quase 1,5 milhões de euros.

“As áreas industriais são, cada vez mais, uma resposta certa, por concentrarem a atividade industrial, em vez de dispersarem ao longo das estradas com entradas e saídas de camiões em todos os locais, criando com isso riscos para as próprias localidades, e por concentrarem e criarem também estruturas de transportes, de acessos, estruturas de apoio à atividade empresarial, como vi aqui o centro de formação”, elogiou Manuel Caldeira Cabral.

No ato do lançamento da primeira pedra, o ministro disse que as empresas “querem áreas estruturadas em que se possam instalar” e na hora em que “precisam de expandir a sua produção, porque estão a crescer, e não podem ficar à espera de estudos e licenciamentos, nestas áreas industriais o licenciamento já está feito, a instalação é mais rápida e com boas instalações”.

Manuel Caldeira Cabral elogiou também a localização do futuro parque, com capacidade para 30 lotes numa área superior a 10 hectares, por estar perto da autoestrada, “o que é muito importante para as empresas”, uma vez que se encontra a 500 metros da saída da A24, no eixo Castro Daire-Viseu.

O presidente da Câmara de S. Pedro do Sul, Vítor Figueiredo, recordou que a população espera por esta obra há mais de 20 anos e que é também uma pretensão do presidente da Junta, que tem visto a sua população a sair da sua terra” e que agora espera que regresse.

É uma obra comparticipada pelo FEDER em mais de 860 mil euros.

“Estás são obras muito importantes para o interior do país, já que cada vez temos menos população e este tipo de obras são realmente muito necessárias, pois são uma forma de, com emprego, podermos cativar os nossos jovens e a nossa população a fixar-se no interior e a contribuir para que a desertificação não aconteça como tem acontecido até aqui”, defendeu Vítor Figueiredo.

O autarca adiantou que, “neste momento, há pessoas que, se hoje já estivesse feito, hoje já instalavam aqui as suas indústrias e é bom que essas pessoas não percam o interesse que têm em virem investir em Pindelo dos Milagres”.

A obra deverá estar concluída até 30 de setembro de 2019.

O ministro da Economia também defendeu que “este é o momento certo, porque a economia portuguesa está a ter um bom crescimento, está a ter um nível de investimento crescente e o investimento está a recuperar”.

Salientou que, no ano passado, “teve o melhor crescimento dos últimos 18 anos”, sendo que nas exportações se registou um “aumento de 11%”.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT