A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Primeiros quilómetros da primeira ciclovia urbana de Viseu em concurso

Ciclovia, Viseu, Câmara
12-07-2018
 

O presidente da Câmara Municipal de Viseu anunciou esta quinta-feira (12 de julho) que está em concurso a construção dos primeiros 5,5 quilómetros da primeira ciclovia urbana de Viseu e que contempla faixas exclusivas e de coexistência com outros veículos.

“Vamos ter 5,5 quilómetros de vias circuláveis na cidade. Teremos vias com coexistência dos demais veículos, teremos faixas cicláveis com separação visual e pistas cicláveis com separação física na cidade”, explicou Almeida Henriques aos jornalistas no final da reunião de Câmara onde foi aprovado por unanimidade o lançamento a concurso da obra.

O projeto, no entender do autarca, “é complexo, tendo em conta os declives que a cidade tem e o património histórico”, uma vez que a via vai ligar o centro histórico às principais escolas da cidade, ao Hospital de São Teotónio e ao Regimento de Infantaria de Viseu: “No fundo, é enquadrar nas vias cicláveis a possibilidade de se usarem não só numa perspetiva lúdica, mas também como alternativa de mobilidade”.

“Encontrámos uma boa solução, um projeto pioneiro e inovador, que se insere no plano da Mobilidade Urbana de Viseu (MUV) que procura um modelo mais sustentável, mais eficiente, mais ecológico e que sirva melhor as necessidades da população local e ao mesmo tempo que crie hábitos mais saudáveis na população e na captação dos mais jovens”, enalteceu.

O autarca lembrou que os autocarros que irão circular, dentro do plano MUV, terão suporte para bicicletas, ou seja, “quem viver noutras freguesias pode trazer a sua bicicleta no autocarro e depois a partir da chegada a Viseu vai poder andar na sua bicicleta” ou “quem quiser, poderá alugar nos vários pontos estratégicos” que haverá.

“Foi necessário adaptar a tipologia do percurso em soluções de compromisso que procuram criar condições de segurança, de conforto sem comprometer a mobilidade diária pedonal existente e a disponibilidade de estacionamento”, esclareceu o autarca, que diz estarem “garantidas as metodologias das Boas Práticas para a conceção de Ciclovias, bem como as orientações técnicas do instituto da Mobilidade e Transportes Terrestre (IMTT)”.

Segundo o edil, a obra estará pronta daqui a um ano, tendo em conta o concurso público, a adjudicação e a sua execução, “lá para o final de junho do próximo ano estará concluída esta primeira fase de 5,5Km e depois será feita uma avaliação”.

A ciclovia urbana vai “entrosar-se com a ecopista do Dão que tem de ser olhada como um espaço de lazer, mas também como uma via de mobilidade”, e com a futura ecopista do Vouga, cujo “lançamento do concurso intermunicipal está para breve”.

Igualmente para breve, 06 de agosto, está a passagem por Viseu da Volta a Portugal em Bicicleta e para o qual o município aprovou por unanimidade um patrocínio de 325 mil euros, a dois anos.

“Há anos em que a volta termina em Viseu, ou começa, mas, este ano será feito na cidade o dia de interregno, chegam num dia, descansam no dia 07 e retomam a volta a 08 de agosto. É um evento que promove a cidade de Viseu, segundo os dados que nos facultaram, em 2017, Viseu teve uma exposição de mais de quatro horas de televisão com um retorno mediático de 4,5 milhões de euros”, vangloriou-se o autarca.





  • 2002 - 2018 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT