A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Rastreio de visão nas escolas secundárias de Viseu

 

Cristina Brasete

Vereadora da Educação da Câmara de Viseu


 

Cristina Brasete realça que o rastreio já permitiu ajudar vários jovens


 

Cristina Brasete revela ainda que foram também detetados casos de crianças com dificuldades nas aprendizagens porque não viam bem


28-03-2019
 

A Câmara de Viseu alargou o rastreio visual da cidade aos alunos do ensino secundário. A iniciativa, que arrancou na quarta-feira (27 de março) na Escola Secundária de Viriato, já vai na sua quinta edição, envolvendo cerca de seis mil estudantes do concelho.

A vereadora do município com o pelouro da Educação, Cristina Brasete, afirma ao Jornal do Centro que o alargamento aos alunos do secundário é inédito a nível nacional. “Normalmente são feitos mais anteriormente, mas como só fazemos há cinco anos, achámos que havia uma série de alunos que não iam apanhar o rastreio. Portanto, alargámos o projeto”, explica.

A autarca refere ainda que a ação vai continuar com a participação dos alunos do terceiro e quarto anos de escolaridade, que já faziam o rastreio.

Cristina Brasete realça ainda que o projeto já permitiu ajudar vários jovens que não sabiam, por exemplo, que não conseguiam distinguir as cores.

“Tem sido uma surpresa muito grande, porque aparecem jovens que não sabiam que tinham problemas de daltonismo, o que lhes afeta a forma como eles podem responder a questões nos seus testes”, explica, referindo que esta foi uma das razões que levou a autarquia viseense a alargar a iniciativa ao secundário.

A vereadora revela ainda que foram também detetados casos de crianças com dificuldades nas aprendizagens porque não viam bem. “Muitas vezes, no primeiro ciclo, quando uma criança começa a ler mal e a não distinguir as letras, não as distingue porque não as vê”, diz.

Por isso, Cristina Brasete destaca a importância dos rastreios visuais feitos pelo município viseense, que permitem "ajudar as crianças a cuidarem da sua visão o mais precocemente possível”.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT