03 dez
Viseu

Região

Adiado início do julgamento do presidente da Câmara de Tondela

por Redação

26 de outubro de 2020, 18:56

Foto Arquivo Jornal do Centro

CLIPS ÁUDIO

Foi adiado o início do julgamento que envolve o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, e o vice-presidente Pedro Adão, acusados dos crimes de peculato e falsificação nas ajudas de custo para as viagens em nome da autarquia.

A primeira sessão estava marcada para a manhã de terça-feira (27 de outubro) no Tribunal de Viseu, mas acabou por ser adiada para 15 de dezembro, sabe o Jornal do Centro.

José António Jesus e Pedro Adão estão acusados de peculato e falsificação pelo Ministério Publico (MP), uma acusação conhecida no dia 5 de dezembro de 2019, que pede a perda de mandato dos dois autarcas.

Segundo os magistrados, os dois autarcas de Tondela, eleitos pelo PSD, fizeram "pedidos de ajudas de custo por alegadas deslocações efetuadas em viaturas próprias, quando as deslocações em causa tinham, na realidade, sido efetuadas em viaturas da própria autarquia".

No decorrer do percurso, os montantes apurados foram devolvidos. O caso remonta a 2019, altura em que foram conhecidas as suspeitas.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts