21 Set
Viseu

Região

Turismo: Região de Viseu na primeira linha das preferências

por Redação

18 de Maio de 2020, 18:19

Foto Arquivo Jornal do Centro

Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal, na apresentação da nova campanha da entidade "Chegou o Tempo"

CLIPS ÁUDIO

“Chegou o Tempo” é a nova campanha da Turismo do Centro de Portugal que tem como foco o mercado nacional. "A Turismo Centro de Portugal é hoje a primeira região nacional a tomar a ousadia de querer iniciar um tempo novo, com responsabilidade, na atividade turística", disse Pedro Machado, presidente da entidade regional.

A campanha tem como intuito fazer um apelo aos portugueses e à sua memória coletiva por três razões, segundo Pedro Machado. “Motivá-los para consumirem em Portugal, no centro e aquilo que temos de melhor, único, autêntico, solidário que são os destinos turísticos e muito em concreto o Centro de Portugal. É uma campanha que apela ao patriotismo. Sabemos que há empresas, empresários e pessoas que trabalham no setor que têm as suas vidas suspensas e por isso uma forma de ajudar é vir e ficar, participar e experienciar. Ir aos nossos restaurantes, bares, hotéis, turismo rural, praias fluviais... é degustar os nossos produtos. E, por último, é uma campanha de cidadania porque implica que só conseguiremos sair deste estádio se todos acatarem aquilo que são as recomendações”, explicou.

“Quando foi a última vez que fez algo pela primeira vez?" é o mote da campanha que será orientada para férias tranquilas, na natureza, para turistas nacionais que viajem em família ou em pequenos grupos. “Ao perguntarmos 'Quando foi a última vez que fez algo pela primeira vez', convidamos todos a revisitar o nosso baú das memórias e recordarmos como gostamos de beber um bom vinho, de nos sentarmos com amigos num restaurante, como gostamos de sair de casa, de ir às nossas serras, aos nossos museus. É um apelo a procurarmos o que gostamos de fazer e que já não fazemos há muito tempo. Ao mesmo tempo, é uma campanha patriótica, em que dizemos que este é o tempo de ajudarmos os portugueses. Ao fazermos reservas num alojamento ou restaurante, estamos a contribuir para que os portugueses possam retomar a sua vida”, justificou Pedro Machado.

O presidente da Turismo do Centro de Portugal convidou todos os portugueses a redescobrir as riquezas turísticas, históricas e gastronómicas do Centro do país, considerando esta campanha como uma oportunidade de “esbater as assimetrias entre o litoral e o interior do país”. “É tempo de não deixar nenhum português para trás”, vincou.

Sobre a região de Viseu, o responsável acredita que esta tem tudo todas as características que mais se ajustam “àquilo que são as tendências de procura”. Está incluída nos destinos que estão “inseridos na baixa densidade, nos territórios em que a natureza, o ar livre, o ambiente estão em melhores condições do que, por exemplo, nos perímetros urbanos mais massificados”, explica. “As unidades de alojamento que temos na nossa região, nomeadamente na região de Viseu não se caracterizam por serem alojamentos verticais salvo uma ou duas exceções, mas que não são paradigmáticas”, acrescenta.

Outra das mais valias do distrito de Viseu é integrar-se nos destinos que possibilitam a oferta de experiências “muito alavancadas no walking, no cycling, na degustação de vinhos e gastronomia e até mesmo espaços culturais”. “Por isso, a região de Viseu tem todas as condições para poder afirmar-se como uma região de primeira linha de preferência dos portugueses”, atenta.

A campanha “Chegou o Tempo” irá, ainda, incluir guias como o Boa Cama Boa Mesa focado no Centro do país ou dirigidos ao turismo espiritual e religioso, por exemplo.

Já estão abertos 40 por cento dos empreendimentos turísticos da região e 33 por cento anunciaram que vão reabrir até 15 de junho, segundo Pedro Machado. Os restantes, à partida, voltarão ao normal após essa data.

No centro do país estão certificados, até hoje, 354 empreendimentos turísticos, 77 alojamentos locais e 141 agências de viagens e turismo com o selo “Clean & Safe”, criado pela Turismo de Portugal. Números que irão aumentar de forma exponencial, segundo Pedro Machado.

“Chegou o tempo” tem envolvido um investimento de 203 mil euros. A campanha é comparticipada em 80 por cento por fundos do programa Portugal 2020. Jorge Brandão, um dos gestores do programa coordenado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro considera o turismo um setor “prioritário” e a “dinâmica” do mesmo deve ser “retomada”. “O Turismo é uma atividade estratégica da região que vinha com números de crescimento impressionantes”, disse.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts