A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

USP Dão Lafões pede cuidados redobrados na fase epidémica de gripe

Gripe, conselhos, saúde, frio
11-01-2019
 

A Unidade de Saúde Pública (USP) Dão Lafões, no âmbito do plano de contingência de saúde sazonal para a fase epidémica de gripe, apela a cuidados reforçados nesta altura em que está ativo até às 12h00 de sábado no distrito de Viseu um aviso amarelo do Instituto Português do Mar e da Atmosfera por causa do frio.

Em comunicado, a unidade reitera que as infeções respiratórias sazonais aumentam “com a descida da temperatura e habitualmente provocam epidemias”, motivadas principalmente pelo vírus da gripe.

“Nas pessoas saudáveis, a gripe sazonal não é uma doença grave – cura ao fim de cerca de 3 ou 4 dias. Nos idosos, acamados, doentes crónicos, diabéticos e pessoas com problemas de coração ou de pulmões pode provocar complicações e obrigar a internamento hospitalar”, lê-se na nota.

A USP Dão Lafões recomenda às pessoas a vacinação, que “continua a ser o melhor meio de prevenir” as infeções, e que evitem a gripe usado a “etiqueta respiratória”, que inclui a lavagem frequente das mãos e a cobertura do espirro e da torre através de lenço descartável ou do próprio braço na ausência de lenço. 

Em casa, a instituição sugere ainda manter a temperatura entre os 18 e os 21 graus, manter a sala de estar quente durante o dia, aquecer o quarto antes de se ir dormir, manter sob vigilância a utilização de botijas de água quente para evitar o risco de queimadora e evitar descansar muito perto dos equipamentos de aquecimento, entre outros conselhos.

Na higiene pessoal, a USP aconselha às pessoas que mantenham a pele hidratada, principalmente nas mãos, pés, cara e lábios, que usem várias camadas de roupa e que protejam as extremidades do corpo com luvas, gorro, meias quentes e cachecol, bem como o uso de calçado adequado às condições climatéricas.

Outros conselhos incluem refeições mais frequentes e o encurtamento do tempo entre elas, preferência a sopas e bebidas quentes como leite ou chá, evitar bebidas alcoólicas, não sair de casa com bebés nos dias de frio intenso e manter a prática habitual de exercício físico mas não ao ar livre em situações de frio intenso.

Para os doentes de diabetes, asma e outras doenças de foro cardíaco, vascular, reumático e com insuficiência respiratória, a USP Dão Lafões pede para que tenham sempre consigo os medicamentos e ter em conta a redução de atividades físicas no exterior em caso de sintomas.

A gripe caracteriza-se pelo surgimento de febre, com temperaturas superiores a 38 graus, dores de cabeça, tosse seca, nariz entupido, dores em todo o corpo e cansaço.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT