A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Viseu recebe greve estudantil climática esta sexta-feira

23-05-2019
 

Milhares de alunos vão protestar esta sexta-feira (24 de maio) em Viseu e realizar a greve estudantil climática na cidade. A manifestação vai ter lugar no Rossio.

A data de 24 de maio foi escolhida pelos estudantes, de todo o país e do mundo, para fazerem mais uma greve às aulas pelo clima. Em Viseu, estudantes de várias escolas da cidade vão manifestar-se para exigir melhores comportamentos relativamente ao ambiente. Os alunos querem seguir o exemplo de Greta Thunberg, uma jovem sueca que todas as sextas-feiras falta às aulas para protestar contra o aquecimento global.

A organização é também composta por jovens estudantes. Ana Maia, 18 anos, é aluna da Escola Secundária Alves Martins e uma das dinamizadoras da greve estudantil climática em Viseu. A jovem conta que o movimento foi criado através das redes sociais, o que permite o contacto constante com outros jovens ativistas do país e do mundo.

Com esta ação pretendem alertar toda a população portuguesa para a necessidade de refletir sobre a mudança de muitos hábitos que prejudicam o ambiente. Porque o “aquecimento global é um problema de todos”, explica a jovem ao Jornal do Centro.

Ana Maia, que já estava integrada na plataforma Já Marchavas, conta que foi através deles que teve todo o apoio logístico. Diz que “foram sem dúvida uma mais valia, sem eles estávamos perdidos”. Agradece também o apoio dos professores e dos pais, que até levam os filhos às reuniões.

A greve conta com a participação das escolas Grão Vasco, Alves Martins, Viriato, Emídio Navarro, Infante D. Henrique e o apoio da Escola Superior de Educação de Viseu. Segundo dados dos organizadores, esperam-se mais de dois milhares de alunos e muitos professores que também apoiam a causa. “Um recinto cheio de gente” é um dos objetivos do movimento.

Questionada sobre o que para si seria uma vitória em termos ambientais e a nível local, Ana Maia conta que gostaria de ver o rio Pavia sem descargas tóxicas, pronto para banhos, com uma área de lazer e, quem sabe, até com canoagem.

A reportagem completa sobre a greve e os problemas ambientais que afetam a região de Viseu, com depoimentos de figuras políticas e ambientalistas, pode ser lida amanhã (sexta-feira), na edição impressa e no site do Jornal do Centro.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT