21 out
Viseu

Região

Covid-19: médica do Hospital de Viseu testou positivo

por Redação

29 de setembro de 2020, 10:51

Foto Arquivo Jornal do Centro

Ligação ao caso do bombeiro voluntário de Viseu. Ambos os profissionais faziam parte de equipa da VMER

CLIPS ÁUDIO

Uma médica do Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) testou positivo à Covid-19 e outros profissionais da instituição de saúde estão em isolamento por terem estado em contacto com a colega.

A médica em causa faz parte da cadeia de contágio onde também está um elemento infetado dos Bombeiros Voluntários de ViseuO contágio aconteceu durante uma emergência médica, onde a médica trabalhou com o apoio de uma equipa dos Bombeiros que estava ao serviço do INEM.

Segundo informações do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, a VMER (Viatura Médica de Emergência e Reanimação) foi ativada, a 20 de setembro, para prestar socorro a um doente com dificuldade respiratória. A mesma fonte adianta que durante a ação foram "utilizados os equipamentos de proteção individual recomendados para esse nível de risco de exposição". O doente veio depois a ser identificado como positivo à Covid-19. 

Quatro dias depois, o bombeiro e a médica apresentaram sintomatologia compatível com a infeção pelo novo coronavírus. Devido à ligação epidemiológica, as autoridades de saúde iniciaram a investigação de contactos.  Além do bombeiro e da médica, foi ainda testado o enfermeiro que fez parte da equipa, mas cujo teste deu resultado negativo.

Ainda assim, e segundo o CHTV, estão em vigilância e em isolamento profilático vários profissionais de saúde que mantinham contactos sociais com a médica infetada, "não havendo, no entanto, identificação de nenhuma cadeia de contágio", informa as autoridades.

A administração do Hospital de Viseu afirma ainda que esta situação não colocou em causa a operacionalidade da VMER, cujos elementos continuam a cumprir com as escalas de serviço "sem constrangimentos". 

Já o caso do bombeiro infetado foi detetado depois de o operacional ter apresentado sintomas ligeiros no controlo feito pela corporação que fez ainda testes a mais elementos e cujos resultados acusaram todos negativo. Os 17 bombeiros que mais privaram com o operacional infetado, tal como o Jornal do Centro noticiou, continuam isolados em casa.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts