27 out
Viseu

Região

Covid-19: Viseu com controlo da temperatura nas escolas e ajuntamentos até 10 pessoas

por Redação

15 de setembro de 2020, 12:31

Foto Igor Ferreira

CLIPS ÁUDIO

O município de Viseu anunciou que os serviços municipais, em articulação com a PSP, vão incrementar fiscalização nas esplanadas e restaurantes, de forma a serem garantidas as regras de segurança.

“Dei indicações aos meus serviços para, em articulação com a PSP e com a Polícia Municipal, incrementarem a fiscalização das esplanadas, dos restaurantes, para garantir que a distância que está definida na lei é cumprida, designadamente os dois metros” de distanciamento, assumiu o presidente da autarquia, Almeida Henriques.

O autarca disse também que a fiscalização vai ter em conta “o limite das quatro pessoas quando próximos de recintos escolares ou de 10 pessoas nos estabelecimentos, para além da limitação de 10 pessoas no que diz respeito às aglomerações na via pública”.

“Vamos acompanhar o Governo relativamente ao funcionamento das atividades económicas, culturais e desportivas, vamos acompanhar à risca, e vamos também acompanhar a resolução do Conselho de Ministros no que diz respeito ao consumo de bebidas alcoólicas em postos de abastecimento de combustíveis e em todos os outros estabelecimentos, a não ser que se trate de serviços para acompanhar refeições”, acrescentou o autarca.

Relativamente aos horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de restauração, Almeida Henriques reconheceu que a autarquia vai “deixar que funcione tudo como tem estado a funcionar”.

“Todos eles se enquadram dentro dos parâmetros das 20:00 e das 23:00 e, por isso, não vale a pena estar a definir um horário único, porque desde que todos eles fechem neste intervalo não vamos mexer em nada”, admitiu.

Um dos setores onde a autarquia mexeu foi nos transportes, uma vez que a abertura do ano escolar a isso obriga e, nesse sentido, “cerca de 80% dos horários que existiam antes da covid-19 estão a funcionar desde esta semana e com o reforço que tem a ver com a abertura do ano escolar”.

“Os transportes do MUV foram reativados e estão a funcionar exatamente para estarem em articulação com os transportes escolares que, alguns, também são feitos para pessoas com mobilidade reduzida e outros que vêm de outros locais”, disse.

Ainda a propósito do início do ano letivo, Almeida Henriques disse que estava a ser feito “com algum cuidado e, apesar de não ser obrigatório, vai ser introduzido o controlo da temperatura nas escolas do concelho, porque é uma forma de proteger as pessoas”.

O autarca adiantou também que, dado que o país entrou em situação de contingência, a autarquia “reativou, de imediato, o plano municipal de emergência da proteção civil que, no fundo, permite que a comissão municipal de proteção civil esteja ativa para ocorrer a qualquer situação”.

 

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts