03 dez
Viseu

Sociedade

Ex-autarca de Santa Comba Dão diz que tem Alzheimer e falta a julgamento

por Redação

26 de outubro de 2020, 12:16

Foto D.R.

CLIPS ÁUDIO

O ex-presidente da Câmara de Santa Comba Dão, João Lourenço, alegou sofrer da doença de Alzheimer e faltou ao início do julgamento de um processo que investiga uma alegada obtenção fraudulenta de fundos comunitários no tempo em que foi autarca do concelho.

A sessão teve início esta manhã de segunda-feira (26 de outubro). João Lourenço é o principal arguido do caso de obtenção de fundos para a construção de estradas em Santa Comba Dão.

No decorrer do julgamento no Tribunal de Viseu, a advogada do arguido entregou um relatório clínico e pediu que o ex-autarca fosse alvo de uma perícia para que se avalie se, à data dos factos, já sofria da doença. O documento diz que a doença se encontra num estado ligeiro. Perícia essa foi recusada pelo juiz. O Ministério Público acredita que tudo não passou de uma “manobra”.

João Lourenço, que foi presidente da Câmara de Santa Comba Dão entre 2005 e 2013, está acusado de ter aberto concursos públicos para justificar obras já executadas. O antigo autarca, eleito pelo PSD, candidatava os projetos a fundos comunitários, beneficiando o Município e a empresa Embeiral, também arguida no processo.

O ex-autarca está acusado de três crimes de prevaricação de titular de cargo político, dois de fraude na obtenção de subsídios – um deles na forma tentada – e um crime de falsificação de documentos. Além do ex-autarca, também estão a ser julgados mais nove arguidos.

Ouça e trabalhe ao mesmo tempo

Destaques

Podcasts