A OUVIR 98.8 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
 
        

"Temos uma maneira diferente de fazer política"

PAN, eleições autárquicas,
 

Entrevista com Carolina Almeida,

candidata à Câmara Municipal de Viseu do PAN


13-09-2017
 

Candidata-se pela primeira vez a um órgão autárquico. Diz que não é política e que luta por causas. Carolina Almeida faz rasgados elogios à cidade onde “adora viver”, candidata-se à Câmara mas fica satisfeita com a eleição de um deputado à Assembleia Municipal

Refere no seu manifesto que, para a concretização das suas propostas programáticas , “o partido considera fundamental eleger, pelo menos, um deputado municipal”. Se o objetivo é eleger um deputado municipal para que se candidata à Câmara?

O nosso objetivo é eleger um deputado para a Assembleia Municipal, que consideramos ser uma tarefa mais fácil, até porque o PAN nas últimas eleições legislativas teve 450 votos no concelho de Viseu e para eleger um vereador será necessário mais de quatro mil votos. A candidatura à Câmara Municipal é essencialmente para as nossas propostas terem uma maior visibilidade.

Como é que surge esta possibilidade de ser candidata à Câmara de Viseu?

Estive envolvida na criação este ano do núcleo de Viseu do PAN. Considerámos que seria benéfico para Viseu apresentar uma candidatura à Câmara.

Costuma dizer que não é política. Mas ser candidata autárquica não é ser política?

Não sou uma política tradicional. Temos uma maneira diferente de fazer política. Quem entra no PAN não está na política. Entra porque é um defensor de causas. Não somos um partido tradicional.

O que é um partido não tradicional?

Não é de direita nem de esquerda. Luta por causas. Fazemos política pela positiva, sem agredir ou denegrir o outro.

Qual é a sua maior causa na política?

É a não violência e o princípio do respeito pelo próximo, seja ele humano ou outro qualquer animal.

 





  • 2002 - 2017 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT