A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

Almeida Henriques: "Fernando Ruas devia ser convidado para a lista do PSD às legislativas"

Conversa Central, Almeida Henriques
 

Conversa Central com Almeida Henriques

Programa completo


24-03-2019
 

Viseu também vai ter trotinetes elétricas. Faz sentido depois da polémica que têm criado em Lisboa?

É um projeto que está incluído na mobilidade suave do MUV - Mobilidade Urbana de Viseu. Vai ter regras como por exemplo não poderem circular em ruas exclusivas para peões, como o Rossio, Rua Formosa, Rua da Paz e outras. Viseu irá inovar. Vai haver as chamadas zonas vermelhas onde se entrarem as trotinetas deixam de funcionar. Vai haver um sistema eletrônico que as obriga a parar. Vão ter que andar na via pública e serem conduzidas como as bicicletas. Inclusivamente vão ter capacetes…

Quando é que todas as vertentes do MUV vão estar disponíveis?

Até o final do ano vamos ter o MUV a funcionar em pleno. Formalmente o projeto MUV - Mobilidade Urbana de Viseu entra em funcionamento no dia 2 de abril.

O líder do PSD não incluiu na lista às eleições europeias, de 26 de maio, o atual eurodeputado Fernando Ruas. As comissões políticas distrital e concelhia de Viseu tinham indicado à direção nacional do partido que consideravam ser justo e importante, para o interior do país, que o antigo autarca de Viseu continuasse no Parlamento Europeu. O Dr. Almeida Henriques também declarou o apoio a essa indicação. A decisão de Rui Rio foi outra e excluiu Fernando Ruas da lista. Desagradado mais uma vez com as opções do seu partido?

Eu procuro ser justo nas minhas avaliações. Quanto ao trabalho desenvolvido pelos eurodeputados portugueses, incluindo o de Fernando Ruas, não consigo fazer uma avaliação, porque se calhar não leio os jornais onde possa vir o trabalho que é feito por esses deputados.

Mas houve quem o fizesse. Houve quem fizesse uma análise dos eurodeputados portugueses mais produtivos e assíduos e Fernando Ruas aparece nos últimos lugares…

Esse tipo de avaliação não o farei. Acho que Rui Rio, perante os 24 anos de serviço como autarca em Viseu e como ex-presidente da ANMP - Associação Nacional de Municípios Portugueses, devia ter mantido Fernando Ruas na lista do PSD ao Parlamento Europeu. O líder do meu partido ainda tem a oportunidade de dar um prémio de consolação, digamos assim, incluindo Fernando Ruas nas listas candidatas às eleições legislativas de outubro. Também não quero ser injusto e devo avaliar muito positivamente a lista dos candidatos do PSD ao Parlamento Europeu 2019 e já o disse ao Dr. Rui Rio. Olho para os oito primeiros candidatos e vejo pessoas bem preparadas e que vão ser bons deputados europeus.

Todos serão portanto melhores deputados que Fernando Ruas?

Não vou avaliar os atuais eurodeputados social-democratas. O que eu sei é que olhando para a lista do PSD, que é coerente, é bem melhor que a do PS que é um conjunto de pessoas para satisfazer os interesses deste ou daquele…

Diz que o prémio de consolação será Rui Rio integrar Fernando Ruas nas listas às legislativas. Integrar ou convidar para cabeça de lista?

Aquilo que o presidente do partido entender… Mas uma coisa é fazer parte da lista outra é ser convidado para cabeça de lista… Eu tenho um princípio ético na vida que nunca vou abdicar dele. A este presidente da Câmara, Almeida Henriques, nunca ninguém ouvirá fazer qualquer juízo de valor sobre o seu antecessor, a não ser pela positiva como o tenho feito. Assim como quando sair da Câmara também ninguém me verá a fazer juízos de valor sobre o meu sucessor. Com a tranquilidade com que hoje subo as escadas do município e passo no Rossio, assim o continuarei a fazer. No dia a seguir a passar a pasta, ao futuro presidente da Câmara de Viseu, a primeira coisa que farei, já na qualidade de cidadão, é subir as escadas do município e desejar boa sorte ao meu sucessor. Esta é uma forma ética de estar na vida.

Rui Rio já convidou Arlindo Cunha para cabeça de lista à Assembleia da República. Fernando Ruas pode ocupar outro lugar na lista que não seja o de cabeça de lista?

Isso é uma questão que o líder do partido terá que gerir. A tradição é que o cabeça de lista seja escolhido pela direção nacional do partido. Enquanto presidente da Câmara de Viseu e como cidadão gostava que o cabeça de lista não fosse um “paraquedista”, que venha de outra zona do país, sou contra isso…

Arlindo Cunha é um paraquedista?

Nem pensar. Tal como Fernando Ruas, Arlindo Cunha será um bom cabeça de lista. São dois nomes que têm acompanhado o desenvolvimento de Viseu.

Outros temas abordados na Conversa Central: o balanço da presença de Viseu em mais uma BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa; a orientação da CNE - Comissão Nacional de Eleições sobre propaganda; a reunião com a ministra da Saúde que foi adiada; mais um atentado terrorista… limitar ou não o uso e porte de arma





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT