A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

“Há pessoas desesperadas para conseguir um lugar em lar”

Centro Solidário, entrevista
 

Centro Solidário com Karin Fernandes

Programa completo


06-10-2019
 

Criada em 2010, a Residência sénior “O Conforto” está localizada na freguesia de Calde, no concelho de Viseu. Acolhe 50 utentes. A diretora técnica, Karin Fernandes, fala da atividade e dos projetos.

Como surgiu o projeto “O Conforto”?

Foi inaugurado em 2010 porque nessa altura não havia qualquer resposta em Calde. Estava para ser criado um Centro de Dia com Apoio Domiciliário e não havia outra resposta social naquela zona. Por isso decidimos apostar e está a correr bem. Acolhemos idosos não só de Calde e do concelho de Viseu, mas também de outros concelhos como Tondela, Mangualde e outros.

Quantos utentes acolhem?

Começámos com uma capacidade para 39 e depois de uma alteração da legislação conseguimos aumentar a tipologia, em 2012, para 45 utentes. Mais recentemente, em 2018, conseguimos aumentar novamente a capacidade para 50 utentes. Estamos cheios e com lista de espera porque a procura é muito grande por este tipo de resposta social.

Ao longo do tempo tem notado que os idosos chegam ao lar cada vez mais debilitados?

Sim, a maior parte dos utentes chegam até nós já com demência. Cada vez mais, mas temos também utentes muito capazes e independentes.

Que projetos para o futuro?

Estamos a avançar com a construção de um novo lar na localidade de Mões, no concelho de Castro Daire. Um projeto com capacidade entre 50 e as 60 pessoas e que pode chegar aos três milhões de euros. É uma obra que ainda está muito no início. Sentimos que também naquela zona há necessidade de novas estruturas. No dia a dia há muita procura e não há respostas. Recebemos pessoas desesperadas para conseguir um lugar em lar.





  • 2002 - 2019 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT