A OUVIR 98.9 FM
           00:00:00 | 00:00:00        
      
  
 
        

“Os idosos chegam à instituição num estado muito dependente”

Centro Solidário, entrevista
 

Centro Solidário com Alexandre Constantino

Programa completo


12-01-2020
 

A Associação Social, Cultural e Recreativa de Freixiosa, no concelho de Mangualde, conta com a valência de ERPI, um lar de idosos. O diretor, Alexandre Constantino, fala da instituição que tem mais de 30 anos.

Como surgiu a ideia de criar o lar?

Foi fundada em 1987 por um grupo de associados que tinha por finalidade dinamizar não só a parte social mas também a cultural. Foi crescendo e estamos abertos a colaborar em todas as atividades da freguesia e do município.

Para além da aposta em lar a instituição pretende avançar com outra valência?

Alargar as valências não, mas pretendemos ampliar o lar. Queremos aumentar a capacidade do lar. Sentimos que em relação a outras valências, nomeadamente no apoio domiciliário, a região está bem servida. Acho que não faz sentido duplicar uma oferta social que já existe.

Já existe projeto para a ampliação?

Sim, o projeto está concluído mas temos alguns problemas de ordem burocrática que vamos tentar resolver. Em breve também vamos fazer uma remodelação da fachada do edifício existente e do interior. É uma casa com alguns anos e precisamos de dar mais algum conforto aos nossos utentes.

Têm lista de espera?

Sim, temos sempre lista de espera. O que acontece muitas vezes é que no momento de contactarmos a pessoa inscrita depois não quer ingressar no lar por ainda se sentirem com algumas faculdades. O que notamos é que os idosos quando chegam à instituição vêm já num estado muito dependente. Enquanto se sentem com algumas capacidades gostam de estar em casa.





  • 2002 - 2020 - Jornal do Centro é uma marca registada da Legenda Transparente, lda
  • Desenvolvido por: WLC.PT