Geral

07 de 06 de 2023, 18:29

Desporto

Em semana de aniversário, presidente do Tondela abre o coração

Na semana do 90º aniversário do CD Tondela, o presidente Gilberto Coimbra abriu o coração ao Jornal do Centro. Entre o passado e o futuro, o dirigente recorda os momentos mais marcantes do percurso do clube desde as distritais. O presidente destaca ainda que seria bom para o distrito ter as duas referências da região - Tondela e Académico - na Primeira Liga

O Clube Desportivo de Tondela assinala esta semana 90 anos de existência. Gilberto Coimbra, presidente do clube há mais de duas décadas, destaca toda a caminhada até à Primeira Liga, não podendo esquecer o jogo da subida em Freamunde como o mais memorável do seu percurso enquanto dirigente.

Segundo Gilberto Coimbra, o balanço dos seus anos à frente do Tondela é positivo. “Há 20 e tal anos, quando cheguei como presidente do clube, estávamos nas distritais. Entretanto conseguimos chegar à Primeira Liga, onde estivemos uns anos e agora estamos na Segunda Liga. A balanço atual é bom, foi bom e certamente será bom no futuro”, conta.

De todos os momentos emotivos que Gilberto Coimbra guarda no coração, o jogo em Freamunde não lhe sai da memória. “Foram todas as subidas. Eventualmente escolheria o jogo Freamunde-Tondela que foi onde selámos a subida à Primeira Divisão. É sem dúvida a marca mais marcante porque foi a chegada ao futebol profissional”, confessa.

Entre a final da Taça de Portugal e a presença na Primeira Liga, o presidente não tem dúvidas qual elege. “Naturalmente que chegar à final da Taça de Portugal foi marcante, o Tondela fica na história como finalista 22/23. Mas, se me perguntar se trocaria esta final com a salvação na Primeira Liga seria muito complicado escolher, embora preferisse a manutenção”, admite.

Para o presidente, é possível o Tondela voltar onde foi feliz. “Olhando para cima tudo é possível. Se já chegou, já lá esteve e já conhece o caminho é possível regressarmos onde já estivemos [Primeira Divisão]. O futuro a Deus pertence, às boas escolhas, aos bons atletas e aos bons desempenhos. Agora é preciso trilhar o caminho com muito trabalho e muita competitividade como forma a chegar ao principal patamar novamente”, disse.

Sobre o rival do distrito, Gilberto Coimbra garante que seria bom para a região ter Tondela e Académico na Primeira Divisão. Num momento de fair-play garante que seria ótimo para o distrito contar com o derby beirão no topo do futebol português.

“O Tondela é uma figura distrital. Tomara o distrito ter as duas referências do futebol distrital [Tondela e Académico de Viseu] na Primeira Liga e que por lá competissem por muitos e muitos anos. Isso seria bom para toda a região, para o tecido empresarial e económico”, declara.

Gilberto Coimbra deixou ainda uma palavra a todos os adeptos e apoiantes do Tondela. “Os adeptos são os mais importantes. Desde a tão famosa e sempre acarinhada Febre Amarela aos restantes fervorosos simpatizantes, que adormecem a acordam a pensar no Tondela. Eles são os demais essenciais na caminhada desde lá trás e na futura caminhada para atingir os objetivos”, conclui.

O Desportivo de Tondela completou 90 anos esta terça-feira (6 de junho), mas as celebrações do aniversário continuam no dia de hoje. No Auditório Municipal de Tondela, a partir das 21h00 decorre a celebração oficial de aniversário, que contará, com a presença do presidente da Liga, Pedro Proença. A cerimónia vai contar ainda com um momento surpresa em homenagem aos sócios e à trajetória histórica do Clube Desportivo de Tondela.



* Bianca Leão, estagiária ESEV (IPV)